Resenha: O Bisturi de Ouro

Nome: O Bisturi de Ouro
Autor: Chaiene Santos
Editora:Creative Space Amazon  Ano: 2013   Páginas: 272  Nota: 3/5
Sinopse: Duas vidas onde os destinos se cruzam. Dois estudantes: um sonha ser médico e o outro se torna um criminoso. Quais serão as consequências dessas escolhas? Você acredita que pessoas mortas possam voltar para assombrar as vidas de seus algozes?
Um estudante enfrentará um inimigo homicida, escondido sob o manto da amizade. O leitor conhecerá os amores da vida de Eduardo Balavante Penedo, sua busca pelo sucesso profissional e o grande dilema: o desejo de vingança ou de perdão. 
Trata-se de uma obra de ficção que reúne romance, suspense, casos sobrenaturais e intrigas inerentes à investigação policial.


Olá leitores! Como vocês estão? 

O livro O Bisturi de Ouro fala de Eduardo, um rapaz que foi criado na pobreza. Seus pais sempre se esforçaram muito para fazer com que o filho conseguisse vencer na vida. Sempre muito estudioso, Eduardo se destacava em qualquer turma que entrava, por sua facilidade de aprender e sua dedicação.

Seu grande sonho sempre foi ser médico, só que para uma família tão pobre, aquilo era quase impossível. Sua mãe, ao ver que o desejo do filho era muito grande, decide o ajudar. Com todo esforço, ela começa a guardar uma quantia para ajudar nas despesas da faculdade do filho. 

Porém, na história também temos um vilão. Um rapaz que se dizia ser amigo de Eduardo. Após algum tempo observando a rotina da casa, o suposto amigo decide ir roubar o dinheiro que a mãe de Eduardo mantém guardado. Só que ele não esperava que a mulher viesse à casa justo na hora que ele estava lá. Desolado com a morte da mãe, Eduardo percebe que naquele momento, mais do que nunca, deveria seguir com seu sonho de ser médico. 

A história segue contando a história do rapaz. Amores vêm e vão na vida dele, assim como empregos. O livro tem uma história interessante, porém, não tão bem desenvolvida, Existe um suspense que o autor não consegue manter, visto que tem que liberar algumas informações. Ele acaba deixando as coisas meio óbvias. 

Acho que a lição passada no livro em si, é mais produtiva do que o desfecho. O tipo de livro que prende, mas não surpreende. Li ele em pouco mais de duas horas. Não gostei do final e acho que o autor poderia ter deixado a história rolar com um pouco mais de naturalidade, nada muito forçado. 

Então, é isso. Gostou da resenha? Diz nos comentários. E se você já tiver lido o livro, diga-nos o que achou.

0 comentários:

Postar um comentário